sábado, 14 de abril de 2018

Sempre há aqueles textos (e pessoas) aos quais sempre tornamos a ler

Principalmente aqueles que não terminamos de compreender (e às pessoas que não terminamos de conhecer)

No hay comentarios:

Publicar un comentario